RISC, Práticas em negócios

Recuperação judicial: como sair dessa?

2016-06-09 18:44:38

Segundo dados publicados recentemente, os pedidos de recuperação judicial dispararam 95% de janeiro a maio desse ano, quando comparados com igual período do ano passado, atingindo assim 755 ocorrências. Esse é um número impressionante e ocorre em todos os segmentos de mercado.

Muitas dessas ocorrências aconteceram pelo fraco desempenho do mercado onde as empresas atuam e, estas, demoraram muito para perceber que deveriam ter tomado ações para evitar chegar a esse ponto. Essas empresas têm uma reação tardia, pois não conseguem enxergar e identificar uma saída para a situação, perdendo muito tempo culpando a economia pelos resultados. Cortam custos até o limite tolerável e possível, mas não trabalham no lado das vendas, achando que, como não existe demanda adicional para seu produto, é perda de tempo pensar no assunto.

No entanto, existem muitas opções que podem ser consideradas para aumentar as vendas e criar uma demanda que parece não existir:

- Estamos vendendo os produtos certos para os clientes certos?
- Podemos inovar nossos produtos?
- Podemos explorar novas geografias?
- Podemos, com criatividade, criar produtos derivados e oferecê-los para outros mercados?
- Podemos desenvolver novos produtos semelhantes e iniciar uma nova linha de fornecimento?


Tantas coisas podem ser feitas que evitariam chegar no ponto de recuperação judicial. O correto seria ter essa atitude todos os dias e diversificar o seu negócio, de forma a não sofrer tanto com as crises econômicas.

Você é uma dessas empresas que está próxima desse ponto de recuperação judicial, ou já chegou, e não sabe como se recuperar?

Uma consultoria com experiência, como a RISC, pode ajudá-lo no desenho e na implantação de ações que mantenham a sua empresa sadia ou que o ajudem a recuperá-la. Converse conosco e constate!



Voltar