RISC, Práticas em negócios

Projetos de TI: como decidir o que será implantado primeiro?

2016-06-28 20:13:49

Planejamento anual, metas organizacionais, resultados esperados, prazos, custos e recursos envolvidos...

Quem é que não passa por definições e desafios que envolvem essas questões quando falamos de projetos de Tecnologia da Informação?

Não basta o CIO querer fazer este ou aquele projeto, pois o que conta é qual será a contribuição dele e de seu time para fazer com que projetos identificados sejam priorizados e implementados, visando alcançar as metas estabelecidas da empresa.

Alguns fatores normalmente são levados em consideração, tais como a disponibilidade de recursos, expertise necessário, grau de dificuldade, complexidade de desenvolvimento e prazos requeridos.

Todos sabemos que a figura do CIO deve fazer parte do grupo da alta direção e, como tal, tem a oportunidade de contribuir diretamente na discussão e definição dos rumos da empresa. Entretanto, ele ou ela precisa ter mecanismos que auxiliem na indicação de quais projetos o ajudariam a contribuir mais efetivamente com os planos da empresa.

Uma boa alternativa é a criação de um grupo formal e com reuniões regulares de trabalho, atuando como conselho de tecnologia da informação, onde os membros são representantes do corpo gestor da empresa e tem poder de voto para análise e decisão sobre quais projetos devem ser conduzidos e em que sequência esses serão desenvolvidos e implementados.

Dessa forma, o conselho se torna um instrumento de colaboração ao processo de definição do que deve ser implantado e quando fazê-lo, a fim de atender às necessidades do plano da empresa.

Muitas vezes, a decisão tomada pelo conselho ajuda a empresa a reafirmar os aspectos do planejamento anual, contribuindo em apontar que caminhos a empresa deve seguir e que oportunidades esta pode aproveitar para crescer e se fortalecer no mercado onde atua.

Quer saber mais a respeito? Procure a RISC Práticas em Negócios, sua consultoria empresarial especializada, que pode ajudá-lo a explorar essa prática, mostrando resultados vivenciados pelos nossos consultores e, dessa forma, capacitar sua empresa a decidir melhor sobre como atender suas necessidades.

Lucio Nubile
Consultor RISC



Voltar