RISC, Práticas em negócios

Você usa seus sistemas de informática da melhor maneira possível?

2016-07-26 12:21:19


Certa vez encontrei um amigo que me comentou: “Oi, cara! Comprei um smartphone novo. É fantástico: tela de 5 polegadas, bem fininho, câmera de 20 MP, capas intercambiáveis em muitas cores e motivos - em resumo é super legal”. Uso o Facebook direto nele e também o WhatsApp em alta velocidade de conexão podendo navegar em 4G. Faz até ligações telefônicas!’’.

Eu, então perguntei: ‘’Você sabia que ele sincroniza com outros smartphones e consegue transmitir e receber informações? Sabia que ele pode transmitir vídeos para sua smart TV e reproduzir o que você vê na telinha do celular na sua tela grande, e em alta definição? Sabia que ele pode se estabelecer como um hub e possibilitar que outros equipamentos se conectem à internet através dele? Sabia que ele pode ajudar a localizar seu carro em um estacionamento? ”.

Essas e outras funções, que às vezes não usamos frequentemente por não conhecermos melhor, nos limitam ao uso de parte do potencial de que dispomos nos nossos smartphones. Da mesma forma, em nosso ambiente de trabalho, nos deparamos com situações bem semelhantes, que fazem com que subutilizemos hardwares e softwares por pura desinformação a respeito dos mesmos. Sabemos que hoje em dia, todas as empresas se utilizam de sistemas e aplicativos de tecnologia da informação, mas nem todas aproveitam o potencial de que dispõe.

Os ERP (Enterprise Resource Planning), por exemplo, são sistemas bastante flexíveis, mas que são desenhados para atender a uma gama de funções básicas e pré-formatadas, fazendo com que os usuários tenham que, muitas vezes, rever os processos de trabalho e alterá-los para que o ERP possa funcionar corretamente.

Essa revisão dos processos muitas vezes é até benéfica para a organização, mas a dificuldade de fazer tais revisões serem implantadas faz com que as funcionalidades disponíveis nos ERP sejam usadas ao seu mínimo potencial, quando, na verdade, essas funcionalidades poderiam ser melhor exploradas e fazer com que a empresa tivesse mais benefícios sem ter que pagar a mais, pois ela já comprou o ERP. É simplesmente programar adequadamente ou fazer alguns ajustes para que se possa ter benefícios mais amplos das funcionalidades a que já se tem direito.

Você sabia que pode contar com a experiência e conhecimento da RISC- Práticas em Negócios para poder avaliar a situação do seu ambiente de TI e avaliar se seu ERP ou seus aplicativos estão sendo adequadamente utilizados e, também, se esses são os mais indicados para a operação da sua empresa?

Procure a RISC e saiba mais como aproveitar melhor o seu investimento em Tecnologia da Informação para aumentar a eficiência da sua organização e lucrar mais.

Lucio Nubile
Consultor RISC



Voltar