RISC, Práticas em negócios

Mercado de Exportação - Uma saída para a crise

2015-08-10 17:06:54

Por que é importante a sua empresa exportar?

Com a galopante desvalorização do Real perante as moedas fortes, como Dólar e Euro, que vem ocorrendo desde o início deste ano, explorar o mercado de exportação tem sido a tônica e a vontade dos empresários brasileiros, que já sentem o impacto da crise e a pouca demanda dos seus produtos no mercado doméstico.

Cabe avaliar se as indústrias desses empresários estão preparadas estruturalmente e em condição de direcionar essa alternativa para concorrer e atender aos requisitos dessa nova demanda de mercado chamado exportação, onde os players tradicionais já operam efetivamente há muito tempo e de forma recorrente, não somente como salvação, quando o mercado do seu país está deteriorado. Para competir com esses players tradicionais no mercado mundial, o empresário brasileiro precisa, acima de tudo, mudar a sua estratégia empresarial e esquecer a "Lei de Gérson", contando com suporte de consultoria para estruturar a cadeia produtiva, qualificando a administração e adaptando os produtos para atender a necessidade do mercado global, que não escolhe momento bom ou ruim para explorar.

Participar do mercado de exportação precisa ser uma opção de oportunidade no negócio regular de uma empresa e não uma opção oportunista de uma ocasião crítica de necessidade pela situação que a empresa está atravessando num determinado período. Como em qualquer coisa que queremos vencer, para nos tornarmos competitivos precisaremos treinar, praticar e qualificar. Por isso, se empresários brasileiros almejam exportar seus produtos só no momento de necessidade extrema para socorrer a queda de demanda doméstica e não tem uma cultura de planejamento estratégico no seu negócio para o mercado de exportação, precisam investir alto e, mesmo assim, serem perseverantes para saber esperar o momento certo para usufruir resultado positivo desse mercado gigantesco que é o mercado de exportação. Exportando os produtos, a empresa estará multiplicando o seu mercado doméstico em vários novos mercados de oportunidades.

Exportar tem algumas principais vantagens que listamos abaixo:

  • Participa efetivamente do mercado mundial para saber a capacidade estrutural e empresarial da sua organização e da competitividade e produtividade dos seus produtos;
  • Aprende a administrar a moeda forte e fazer uso positivo dessa alternativa com uma engenharia financeira moderna que permite maior ganho financeiro e melhor fluxo de caixa;
  • Aumenta sua capacidade produtiva, diluindo o custo fixo e aumentando a margem de lucratividade no processo e no resultado da empresa;
  • Aumenta a responsabilidade em produzir produtos qualificados e regulamentados, pela exigência de mais mercados;
  • Pelo benefício da isenção do impacto dos impostos diretos regulamentado pelo governo brasileiro sobre as vendas de produtos destinadas à exportação, elimina qualquer custo financeiro na cadeia;
  • Oferece à organização a visão global, gerando uma empresa mais moderna, com time e profissional muito mais preparado.

Como organizar sua empresa para exportar?

Qualquer produto que é produzido numa empresa necessita de planejamento estratégico, estrutura física e plano de negócio. Isso demanda investimento, tempo de dedicação e inteligência. Uma empresa que prepara e decide colocar o seu produto no mercado doméstico e de exportação, aumentando seu investimento em mais 10% (dez por cento) do que estaria investindo somente ao mercado doméstico, poderá muito bem preparar esse mesmo produto para atender em outros vários mercados globais de exportação. Entretanto, ter contemplado produção somente para o mercado doméstico e agora pretender colocar seus produtos para mercado de exportação, com certeza para essa adaptação, o empresário terá de apostar num investimento que, no mínimo, deverá custar mais 25%, para elaborar uma nova estratégia de mercado, estruturar sua organização e formatar os seus produtos para atender o exigente mercado global, sem considerar o tempo de investimento que ainda terá que computar no processo de viabilização. Por sorte e com uma consultoria mais preparada, esse investimento poderá ser um pouco menor, mas não espere muito menos que essa porcentagem, porque a empresa estaria reconstruindo processos e produtos dentro da organização para atender às exigências do novo mercado.

Por isso, recomenda-se já preparar seus produtos para atender à maioria das exigências do mercado global para exportação. Obviamente que essa teoria não poderá aplicar-se em produto especial e restritivo, onde em cada mercado existe pré-requisito, barreira e exigência legal, que antes precisaria ser atendido com maior precisão, com risco de ser penalizado.

O mercado de exportação é um processo de longo prazo e, por isso, exigir resultado positivo no curto prazo é algo impossível. Por essa razão, trabalho estratégico e determinado para conquistar esse mercado pede envolvimento de profissionais experientes e uma boa estratégia no desenvolvimento efetivo do produto e mercado. O mercado de exportação não poderá ser tratado como oportunismo, mas como uma estratégia de negócio inteligente.

Além disso, empresas que almejam o mercado de exportação precisam se estruturar para atender às legislações e burocracias no nosso país, habilitando-se como Exportador e atendendo aos requisitos e práticas regulamentadas nas legislações de exportação brasileira, em logísticas de transporte internacionais e nos cuidados das embalagens, onde a preocupação para atender todas exigências ultrapassam além da fronteira do nosso país, para adentrar aos regulamentos aduaneiros de cada país onde o produto está penetrando no mercado. Analisar e estudar os acordos entre países que beneficiam reduzindo barreiras tarifárias e impostos no destino, tornando seu produto mais competitivo que de outros players, oriundo de outros países.

Por isso, a escolha de um parceiro experiente, conhecedor de recursos inteligentes e com visão global poderá ajudar na estratégia da sua organização para entrar nesse cobiçado nicho, reduzindo o prazo da sua expectativa de investimento para conquistar esse mercado complexo, mas, bastante promissor e estável aos seus negócios.

A RISC Negócios, na gestão de consultoria empresarial, tem uma equipe especializada e preparada para analisar, estudar e avaliar a sua empresa e os seus produtos, para diagnosticar, viabilizar, planejar e preparar uma estratégia rápida para participar nesse competitivo mercado de exportação.


Kimio Ishisaki
Consultor



Voltar